Geral ANÁPOLIS

ARM fiscaliza obras da Saneago e cobra a redução transtornos

Cidade passa por ampliação histórica da rede de esgoto e agência reguladora quer redução de impactos aos moradores

05/07/2024 09h41
Por: Redação
Entre as solicitações da Agência estão o registro da data de abertura dos cortes no asfalto ou na calçada, bem como a data de fechamento deles. Foto: Reprodução
Entre as solicitações da Agência estão o registro da data de abertura dos cortes no asfalto ou na calçada, bem como a data de fechamento deles. Foto: Reprodução

A execução de medidas que reduzam os impactos negativos das obras de expansão da rede de esgoto para os moradores dos bairros de Anápolis. Essa é a principal solicitação da Agência Reguladora do Município (ARM) à Saneago, empresa detentora da concessão dos serviços de água e esgoto no município. Há muitas relações de buracos no asfalto e na calçada que ficam abertos semanas e até meses.  

Os serviços chegaram ao Parque Brasília, na região Leste, e no Parque dos Pirineus, na região Norte. Os bairros passam pela implantação da rede de esgotamento sanitário, que garante mais qualidade de vida. Como eles, dezenas de outros terão obras nos próximos meses. Para minimizar os transtornos aos moradores, a ARM mobilizou os fiscais.

As equipes nas ruas são comandadas pelo diretor de Regulação, Controle e Fiscalização, Danilo Afonso, e Sônia Borges, chefe de gabinete da Autarquia Especial. “Temos feito visitas diárias nos locais das obras para preencher relatórios e planilhas de monitoramento de tudo que está sendo realizado”, disse o presidente da ARM, Robston Torres.

Entre as solicitações da Agência estão o registro da data de abertura dos cortes no asfalto ou na calçada, bem como a data de fechamento deles, já com a massa asfáltica, uma vez que a lavagem com caminhão pipa só pode ocorrer depois de finalizado este serviço.

A reguladora também pediu à estatal compartilhamento mais célere de informações de monitoramento estratégico para o alinhamento de ações que minimizem transtornos durante as obras.

“As obras estão a todo vapor. É indiscutível. Serão inúmeros os benefícios, dando a Anápolis destaque no Brasil em relação aos índices de universalização de água e esgoto. A ARM luta para que tudo seja realizado com o mínimo de impacto possível e implementou um monitoramento estratégico de acompanhamento destas ações”, ressaltou Torres. A ARM conta hoje com seis veículos novos, que diariamente são deslocados para vários pontos da cidade, de acordo com as solicitações da população.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.