Cultura CINEMA POPULAR

Cine Sibasolly recebeu mais de 300 pessoas em oito sessões

Fruto de parceria da Prefeitura de Anápolis, primeira sala pública de cinema de Goiás abriu as portas no fim de abril

27/06/2024 09h59
Por: Redação
O ambiente está instalado na Galeria Antônio Sibasolly, no Centro, abriu suas portas no dia 26 de abril. Foto: Divulgação
O ambiente está instalado na Galeria Antônio Sibasolly, no Centro, abriu suas portas no dia 26 de abril. Foto: Divulgação

A primeira sala pública de cinema de Goiás já recebeu mais de 300 pessoas em oito sessões gratuitas. O Cine Sibasolly, instalado na Galeria Antônio Sibasolly, no Centro, abriu suas portas à população anapolina, no dia 26 de abril, e ampliou o acesso dos cidadãos à cultura e ao lazer com exibições gratuitas de filmes.

O Cine Sibasolly também sediou dezenas de debates, intervenções e oficinas de artes diversas, artes plásticas, teatro e artes visuais. O local ainda recebeu visitas de estudantes de escolas públicas e universitários.

As sessões gratuitas ocorrem semanalmente às quintas-feiras, sempre às 20h, e também na última sexta de cada mês, até o final do mês de setembro. São exibidos filmes de mostras do circuito alternativo, anapolino e de âmbito nacional, além produções livres para exibição. 

O sonho de implantar em Anápolis a primeira sala pública de cinema de Goiás se deu numa parceria da Prefeitura de Anápolis, via Secretaria Municipal de Integração, com recursos da Lei Paulo Gustavo, do Governo Federal, que garantiu um investimento de R$ 121 mil.

Luiz Fragelli, produtor responsável pela idealização e execução do projeto, destacou a alegria em ver o sonho materializado. “O sonho não é só meu. Eu fui a pessoa que eles incumbiram de transformar em realidade, mas é um sonho de muitas pessoas. Eu trabalho muito com formação, com a perspectiva de inclusão e de acessibilidade de pessoas que realmente não conseguem ter acesso à cultura”, disse.

O produtor ressaltou acreditar que a cultura é um elemento transformador da sociedade. “Então, quando a gente consegue idealizar um projeto dessa maneira, um aparelho público de cinema no centro da cidade, a gente está indo na contramão de quase tudo.”

O local, que ganhou o nome de Cine Sibasolly, passou por uma grande reforma e abriu suas portas em grande estilo, com piso tátil, climatização, 44 lugares, uma tela com cinco metros de largura e três de altura e equipagem tecnológica. O novo espaço não se limita apenas à exibição de filmes, ele está disponível para uma ampla gama de atividades culturais, como palestras, cursos, reuniões e outras iniciativas afins.

“A sala de exibição, que agora integra a Sibasolly, além de proporcionar à população a oportunidade de visitar exposições de arte, oferecerá a possibilidade de desfrutar de sessões cinematográficas gratuitas em família”, disse o coordenador de Editais de Cultura e curador de Artes Visuais da Secretaria de Integração, Paulo Henrique Silva.

 

HISTÓRICO

O prédio que hoje é o Centro Cultural Ulysses Guimarães foi idealizado em 1938 para abrigar a sede da Prefeitura Municipal, como também a sede do Fórum. Sua construção foi realizada para simbolizar o processo de modernização pelo qual passou o município com a chegada da ferrovia e dar à administração pública municipal um caráter mais moderno. Em 1975, a Prefeitura ganha uma nova sede e o prédio se mantém apenas como fórum da cidade.

Anos depois, em 1993, o poder judiciário se muda para uma nova sede e o prédio passa a ser ocupado por diferentes órgãos. Atualmente, no prédio funciona a Galeria Antônio Sibasolly, que promoveu em 2019 uma reforma que compreendeu a fachada e a estrutura interna, além de realizar com recursos próprios a manutenção e reparo do prédio.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.