Esportes DECISÃO

Com clássico no Jonas Duarte e jogo valendo liderança, times de Anápolis entram em campo neste domingo (02)

Anapolina e GEA terão embate direto e Galo vai ao DF para manter a boa fase

01/06/2024 20h00
Por: Lucas Tavares
Foto: Igor Nery
Foto: Igor Nery

O primeiro fim de semana de junho será marcado por jogos decisivos para os times de Anápolis, podendo influenciar completamente o destino dos times nas competições. O principal confronto será o clássico entre Anapolina e Grêmio Anápolis, no Estádio Jonas Duarte.

Em lados opostos na tabela da Divisão de Acesso do Campeonato Goiano, os clubes tentam se firmar na temporada para tentar o retorno à primeira divisão. O principal desafio, por enquanto, é o da Raposa, que venceu apenas um dos cinco jogos que disputou.

Na vice-lanterna do campeonato, o Grêmio já está a seis pontos de distância da zona de classificação e, caso perca o clássico, pode ver o sonho ficar ainda mais distante. A Rubra, por sua vez, vive uma boa fase e não pretende sair do G2.

Após duas vitórias consecutivas, os comandados do técnico Sérgio Araújo querem manter a sequência e assumir a liderança, atualmente nas mãos do Centro Oeste, de Nerópolis. O jogo está marcado para às 16h, de domingo (02), e os ingressos já estão disponíveis para trocas.

Galo

Pela Série D do Campeonato Brasileiro, o Anápolis Futebol Clube também jogará neste domingo, às 15h, para manter a boa fase. Após vencer o duelo regional contra o Iporá, o Tricolor assumiu a liderança do grupo A5.

Agora, o desafio será contra o Real Brasília, fora de casa. Caso vença, será a quarta vitória seguida na competição, além de conquistar a famosa “gordurinha” para se manter no G4, já que Iporá e Mixto, do Mato Grosso, se enfrentam em duelo direto pela 4ª posição.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.